Atividades físicas em academias da longevidade ajudam no controle de doenças cardíacas Governo de Presidente Prudente
FALE CONOSCOPresidente Prudente é bom viver aqui

RSS Notícias

Atividades físicas em academias da longevidade ajudam no controle de doenças cardíacas

Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Atividades físicas em academias da longevidade ajudam no controle de doenças cardíacas

Considerando os múltiplos benefícios que elas podem gerar e a qualidade de vida dos prudentinos, a Prefeitura de Presidente Prudente, através da Secretaria Municipal de Esportes (Semepp), investe na instalação de academias da longevidade ou Academias da Terceira Idade (ATIs), assim como também são conhecidas, em bairros centrais e periféricos do município. Ao todo, existem atualmente oito delas em funcionamento, todas construídas ao ar livre e com acesso gratuito. No entanto, outras dez novas estão prestes a serem instaladas em bairros que ainda não dispõem dos aparelhos recomendados para a prática de exercícios. As atividades, quando bem dosadas, praticadas de maneira regular e sob acompanhamento médico, traz contribuições para a saúde dos usuários, sobretudo de seu principal público-alvo: homens e mulheres com idades superiores a 60 anos.

De acordo com o coordenador médico da Secretaria Municipal de Saúde, o ginecologista e obstetra Nereu Oguido, a prática regular de exercícios físicos aliada a um hábito alimentar saudável resulta em benefícios na saúde e no melhor controle e prevenção de doenças cardiovasculares, como a hipertensão arterial, neurológicas como o acidente vascular cerebral (AVC), também o diabetes melitus e outras doenças do metabolismo, obesidade, além de doenças psicossomáticas, tais como obstipação intestinal (prisão de ventre) e enxaqueca. “Muitas vezes a prática do exercício físico, feita nestes locais de forma isolada e esporádica, isto é, uma única vez por semana, não traz impacto nenhum para a qualidade de vida do praticante. Pelo contrário, às vezes para quem não tem um condicionamento físico ideal, pode até resultar na piora do quadro clínico ou lesões do sistema osteomuscular. Para que os resultados aconteçam, a prática precisa ser regular, de quatro a cinco vezes por semana. E o mais importante, ter um acompanhamento médico, já que em alguns casos existem até contra-indicações às atividades físicas”, orienta.

De acordo com o médico, atualmente existem estudos científicos que comprovam que a atividade física, quando praticada regularmente, ajuda até a evitar alguns tipos de câncer. “Quando se tem o acompanhamento de um profissional médico, a atividade traz muitos benefícios à saúde física e mental, inclusive no fator emocional, grande responsável pela aparição das doenças psicossomáticas”, ressalta. E completa: “Não é simplesmente a prática das atividades físicas, seja ela qual for, esportiva, caminhada ou dentro da água, que ajudam no controle ou cura das doenças. A pessoa também precisa ter um bom hábito alimentar, uma boa qualidade de sono durante a noite, e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas e o consumo de tabagismo [cigarro] no dia-a-dia, ou seja adquirir um hábito de vida saudável”.

Quanto as 10 novas academias, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos já começou a construir as bases de concreto para a instalação no jardim Vale do Sol (primeira a ser instalada), jardim Maracanã, distrito de Eneida (bairro rural), jardim Brasília, no antigo Instituto Brasileiro do Café (IBC), jardim São Bento, Conjunto Habitacional Mário Amato, Vila Operária, Inocoop e na vila Geni/jardim Paulista. Atualmente, existem academias da longevidade no Parque do Povo, a Praça das Andorinhas (Cohab), parque Alvorada, jardim Aviação, jardim Villa Real, Centro de Esportes Antonio Benites (jardim Itapura I), jardim Jequetibás e conjunto habitacional Ana Jacinta.

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Versão para impressão Imprimir

Últimas Notícias