Covid-19: Prefeito decreta fechamento do comércio a partir desta segunda
menu Governo de Presidente Prudente

Covid-19: Prefeito decreta fechamento do comércio a partir desta segunda

Sexta-feira, 20 de Março de 2020

Covid-19: Prefeito decreta fechamento do comércio a partir desta segunda

Serviços essenciais, como hospitais, farmácias, mercados, coleta de lixo, entre outros, serão mantidos

Em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (20/03), o prefeito Nelson Bugalho confirmou a publicação do Decreto N° 30.747, que suspende a partir desta segunda (23), e por 15 dias, a abertura de shoppings; lojas de comércio varejista e atacadista; teatros, cinemas e casas de espetáculos; restaurantes, bares, pubs e lanchonetes; e casas noturnas, lounges, tabacarias e boates. Assim, ficará suspensa também a cobrança de Zona Azul.

Além dos empreendimentos citados, fica suspenso também o funcionamento, por 15 dias, de clubes, associações recreativas; academias de ginástica; clínicas de estética e salões de beleza; hotéis e hospedarias para pessoas oriundas do exterior e de municípios com casos confirmados de coronavírus, o Covid-19; e quaisquer outros serviços privados de atendimento ao público.

Ao transporte coletivo fica determinada a redução de 50% da frota nas linhas e horários indicados pela Semob (Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Cooperação em Segurança Pública), mantendo a linha saúde e as de horário de pico. Entretanto, não poderá haver passageiros em pé; a higienização dos ônibus deverá ser feita de forma constante; e deverá ser evitado o transporte de idosos.

Segundo o chefe do Executivo, será permitido o funcionamento do comércio em geral varejista e atacadista, incluindo bares, restaurantes e demais estabelecimentos de gêneros alimentícios, exclusivamente para delivery, ou seja, entregas. “A medida vem ao encontro da prevenção do coronavírus”, afirma.

Conforme Bugalho, serão mantidas atividades essenciais, como os serviços de saúde, assistência médica e hospitalar; distribuição e venda de medicamentos e gêneros alimentícios, como farmácias, açougues, padarias, peixarias, mercearias, mercados e supermercados, mediante controle de acesso para não gerar aglomeração; geração e transmissão de energia elétrica e gás; e postos de combustíveis lojas de conveniência.

O chefe do Executivo recomenda que os estabelecimentos que vendam gêneros de primeira necessidade tomem medidas para evitar a compra de um mesmo item, que seja essencial, em grandes quantidades, por uma única pessoa.

O novo decreto permitirá também que funcionem serviços como tratamento e abastecimento de água; captação e tratamento de esgoto e lixo; serviços de telecomunicação e imprensa; processamento de dados ligados a serviços essenciais; segurança privada; serviços funerários; clínicas veterinárias e lojas de suprimento animal, com venda de alimentos e medicamentos; e oficinas mecânicas e serviços de guincho.

Em relação às casas de velórios, deverão permanecer fechadas das 22h às 7h. Além disso, não poderão concentrar aglomerações, respeitando a distância mínima de um metro entre as pessoas, inclusive no sepultamento. Ficará ainda limitada a presença de dez pessoas por sala, com rotatividade, limitando-se a quatro horas de duração, no máximo, e sem permanência nos espaços de convivência. Em caso de suspeito ou confirmação do Covid-19, deverão ser observadas normas competentes quanto aos cuidados com o caixão.

Os serviços de call centers também deverão ter equipe reduzida, de modo que operem com distância mínima de um metro entre os funcionários.

“O não cumprimento de quaisquer das medidas estabelecidas no presente decreto será caracterizada como infração à legislação municipal e sujeitará o infrator às penalidades e sanções aplicáveis”, especifica o documento.

Fonte: Secretaria de Comunicação

Galeria de Fotos

Autor: Marcos Sanches
Autor: Marcos Sanches

Outras notícias

Unidades Administrativas
Últimas Notícias
Acesso Rápido

Município de Presidente Prudente

Av. Coronel José Soares Marcondes nº 1200. CEP: 19010-081 Presidente Prudente - São Paulo Telefone: (18)3902-4400 CNPJ: 55.356.653/0001-08