Construtora inicia obras de modernização do Centro Olímpico priorizando sustentabilidadeGoverno de Presidente Prudente
FALE CONOSCOPresidente Prudente é bom viver aqui

RSS Notícias

Construtora inicia obras de modernização do Centro Olímpico priorizando sustentabilidade

Quarta-feira, 30 de Novembro de 2011

Construtora inicia obras de modernização do Centro Olímpico priorizando sustentabilidade

Teve início oficialmente na manhã desta quarta-feira (30/11), em Presidente Prudente, o início dos trabalhos que vão melhorar e modernizar o Centro Olímpico do Parque do Povo. Já nas primeiras horas da manhã, máquinas da Recoma Construções Comércio e Indústria Ltda, construtora vencedora da licitação para a obra, deram início ao processo de demolição da pista de atletismo. Este mesmo trabalho está previsto para a pista de aeromodelismo e dos vestiários das piscinas já interditadas para uso. De acordo com o diretor do Departamento de Engenharia da construtora, Lauro Campos, o diferencial é que no transcorrer da empreitada, a empresa priorizará a chamada sustentabilidade. É que todo o entulho ajuntado neste primeiro momento (processo de demolição), segundo ele, será fornecido de maneira direcionada a empresas fornecedoras de massas que fazem o reaproveitamento do material.

“Vamos priorizar o que chamamos de Plano de Gerenciamento de Resíduos, onde durante as obras os materiais são separados e encaminhados para reciclagem”, explica. Para quem não sabe, a Recoma é a construtora que executa no Estado de São Paulo a primeira obra pública dentro dos parâmetros estabelecidos na certificação Leed (Leadership in Energy and Environmental Design – Líder em Energia e Design Ambiental), oferecida pela entidade norte-americana United States Green Building Concil (USGBC). Trata-se da reforma na Câmara Municipal de São Paulo.

Campos ressalta que além da sustentabilidade, no canteiro de obras em Prudente a Recoma preferiu adquirir produtos de fornecedores locais, bem como contratar mão de obra daqui, como o objetivo de fomentar a economia local e contribuir na geração de emprego e renda. “É mais cômodo para empresa também que não precisa, por exemplo, custear alojamento para pessoas de fora. Ao invés disso, preferimos arcar com os benefícios que os trabalhadores daqui [de Prudente] têm direito. De fora mesmo só virá à equipe técnica composta de engenheiros, pessoal administrativo e mestre de obras”, ressalta.

Ontem, o diretor de engenharia da empreiteira já havia adiantado que todos os projetos referentes à arquitetura, estrutura, instalações hidráulicas e elétricas referentes ao Centro Olímpico, foram iniciados. Segundo ele, nesta primeira fase, cujos trabalhos estão previstos para terminarem em 2012, serão executados os serviços de cobertura das piscinas, reforma da portaria e da pista de atletismo, além da construção de novos vestiários.

A meta de transformar o Centro Olímpico num complexo esportivo é do prefeito Milton Carlos de Mello ‘Tupã’ (PTB) e do vice-prefeito Marcos Vinha (PT). Em sua totalidade, as obras estão orçadas em R$ 35 milhões, sendo que neste primeiro momento são previstos investimentos iniciais na ordem de 7.088.400,00, sendo R$ 6.570.000,00 proveniente de recursos da esfera federal, e R$ 518.400,00 de contrapartida municipal.

A secretária municipal de Esportes Maria Cristina Borges Madeiral Netto, a Tute, diz que o último dia de novembro de 2011 representa “um marco histórico” para o esporte prudentino com o início das obras. “É um chavão, mas é verdade. Muito se falou, muito se tentou, enfim hoje estamos começando efetivamente os trabalhos. Logo cedo já tinha maquinário na pista de atletismo quebrando tudo. Quer dizer: apesar das intempéries [chuvas] em janeiro, isso nos faz acreditar que o cronograma de sete meses para realização das obras seja de fato cumprido pela construtora”, diz contente.

A pista de atletismo, por onde o maquinário inicia os trabalhos, lembra a secretária, ganhará piso sintético e arquibancada. “Antes só tínhamos uma base de concreto que foi feita em 2011. Além disso, nesta primeira etapa também teremos a ampliação dos vestiários, a cobertura da piscina, e as melhorias na portaria”, confirma. Por fim, ela reconhece que além do esporte, quem sai ganhando com a obra é a própria economia prudentina. “Uma das solicitações que o prefeito Tupã fez a construtora, é para que ele pudesse absorver a mão de obra local. Pedido de apronto atendido, tanto que ainda continua o recrutamento de profissionais da construção civil. A empresa também comprará materiais de fornecedores daqui. Enfim, é o esporte aquecendo direta e indiretamente todos os segmentos, indústria, comércio e até mesmo o setor de alimentação”, encerra.

Fonte: Secretaria Municipal de Comunicação

Versão para impressão Imprimir

Galeria de Fotos

  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria
  • Foto da Galeria

Últimas Notícias